DNPM vai equipar fiscais com tablets

Aquisição de tablets para fiscalizações e aumento da capacidade de armazenamento de dados do departamento estão previstos.

DNPM vai equipar fiscais com tablets dnpm.png

Conteúdo Relacionado

O Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) receberá um investimento de aproximadamente R$ 12 milhões, por meio de uma parceria assinada em 2015 com o Banco Mundial e a Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral (SGM), para a modernização de seu parque tecnológico, disse Vicente Lôbo, secretário da SGM, em evento na semana passada.

Entre as iniciativas está o aumento da capacidade de armazenamento de dados do DNPM, que atualmente guarda 182 mil processos.

Segundo apurou o Notícias de Mineração Brasil (NMB), anualmente o DNPM tem um acréscimo entre 18 mil e 20 mil processos em sua base de dados. Em 2010, o departamento tinha 100 mil processos armazenados. Agora, com o Projeto de Assistência Técnica dos Setores de Energia e Mineral (Meta), acontecerá a ampliação da capacidade de armazenamento de dados superior a 120 Terabytes. Um terabyte tem 1.000 gigabytes.

Outra iniciativa, que visa otimizar o trabalho dos fiscais, é a aquisição de computadores para as estações de trabalho e dispositivos móveis de acesso a sistemas informatizados, como tablets.

"Tudo será utilizado para nossa fiscalização, tanto na sede quanto nas superintendências, isso é para dar mais velocidade as nossas ações", afirma o geólogo e ouvidor do DNPM Paulo Santana, em entrevista por telefone ao NMB.

Segundo ele, o orçamento para o projeto Meta já está aprovado e o DNPM aguarda apenas a chegada dos recursos para iniciar sua modernização. O departamento também prevê a aquisição de 500 microcomputadores, 100 notebooks e 60 tablets, que serão distribuídos entre a sede do DNPM e as superintendências, todos com o objetivo da renovação do parque tecnológico das estações de trabalho do órgão público.

Na semana passada, Vicente Lôbo, secretário da SGM, e Victor Bicca, diretor-geral do DNPM, participaram do evento "Desafios e Propostas para a Atração de Investimentos no Setor de Exploração Mineral Brasileiro", promovido pela Associação Brasileira das Empresas de Pesquisa Mineral (ABPM). Além do projeto Meta, na ocasião, Bicca falou sobre o papel da Agência Nacional de Mineração, em que o DNPM será transformado, para a retomada de investimentos no setor de mineração.

Projeto Meta

De acordo com o Ministério de Minas e Energia, o projeto Meta abrange, além do DNPM, o Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (Cepel) e Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Em 2015, a previsão do governo era de que o projeto fosse concluído em junho de 2016, com proposta de prorrogação em andamento de mais 12 meses e a realização de uma nova fase, para áreas como contratação de serviços, consultorias, bens e obras. Com informações do DNPM e do Ministério de Minas e Energia.

Receba a newsletter do NMB

Britador

Barraco Nível C

Barraco Nível C

CEOs da Barrick e da Newmont trocam farpas sobre o maior negócio de mineração desde 2013

Opinião

Lições aprendidas com tragédias

Lições aprendidas com tragédias

Em busca de uma nova maneira fazer a gestão de riscos e a gestão do conhecimento na mineração

Bem Mineral

BEM MINERAL: CMOC Brasil investe R$ 2,9 Mi em projetos sociais em SP e GO

BEM MINERAL: CMOC Brasil investe R$ 2,9 Mi em projetos sociais em SP e GO

Plantação de mudas no Pará; Métodos agroflorestais em projeto da Alcoa

Escolha do Editor

Perfil de Empresas

Próximos Eventos